Vamos falar de Educação Infantil: construção do desenvolvimento da consciência humana

A Educação Infantil surgiu de uma necessidade das mães trabalhadoras em deixar seus filhos enquanto trabalhavam. Diante do resultado do desenvolvimento das crianças que estavam inseridas nas escolas infantis e as que não tiveram a mesma oportunidade de integração, constataram-se os benefícios de inserção da criança desta faixa etária ao ambiente escolar.

Desta forma, o trabalho com a Educação Infantil foi se profissionalizando. As educadoras com formação inicial em magistério, passaram a buscar a graduação em pedagogia e com isso, a formação foi dando um novo rumo para as crianças que, a princípio, tinham apenas o objetivo de buscar um espaço lúdico descompromissado.

Acontece que a Educação Infantil é uma prática social muito complexa. De mãos dadas com a psicologia escolar, é possível estudar a maneira com que a criança produz e se desenvolve. A educação precisa pensar na forma como se desenvolve a consciência humana.

Os cientistas e pensadores discutem a pedagogia e a psicologia e estudam o enfoque cultural e histórico das mesmas. Esta orientação leva à análise e à produção de um desenvolvimento psíquico produtor da consciência. A formação da consciência leva à formação da personalidade. Portanto, estamos falando da fase mais importante do desenvolvimento infantil. Diante disso, novos movimentos surgiram. As educadoras da Educação Infantil começaram a buscar especializações na área. A graduação já não é mais suficiente.

Vocês têm sido pais atentos na escolha da escola de Educação Infantil?

Diante desse saber, devemos ser cada vez mais exigentes com os profissionais que atuam nesta fase, exigindo o currículo e acompanhando o desenvolvimento em parceria com a escola. Inserir nossos filhos nas relações sociais e na influência que esta sociedade terá no papel cultural e no processo educacional realmente é uma tarefa de extrema responsabilidade.

O papel do educador e da família é promover uma inserção escolar que prepare a criança para os demais ciclos. A Educação Infantil exerce esse papel. Os conteúdos curriculares estão ligados ao processo cultural, à ciência, ao esporte, à filosofia, à matemática, à história, língua portuguesa entre todas as disciplinas. Mas o essencial é poder entender que é através das brincadeiras e jogos que promovemos o aprender. Uma Educação Infantil de qualidade entende que todos os recursos pedagógicos ligados à construção de uma consciência, a qual leva a formação da personalidade. A Educação Infantil não é um espaço de cuidadores da criança, é um local onde profissionais preparados promovem o desenvolvimento da criança. Esse profissional desenvolverá a passagem do mundo lúdico e expressivo até a inserção ao letramento.

Além do conteúdo, uma criança de 2 a 6 anos precisa estabelecer vínculos através das relações sociais, emocionais e afetivas. É o momento de trabalhar o equilíbrio emocional diante das situações que aparecem na convivência com o outro. É nesta tomada de consciência deste mundo pedagógico e emocional que a criança vai sendo preparada para ir da linguagem falada para linguagem escrita: formação do ler e escrever. Todo esse processo será fundamental para a alfabetização da nossa criança. É a leitura e a escrita que garantirão o aprendizado de todas as disciplinas do Ensino Fundamental, pois é ele a continuidade do processo, o qual se iniciou na Educação Infantil.

A Educação Infantil potencializa o desenvolvimento da criança e permite a sua evolução pessoal e educacional.

Por que a chamada sobre a importância da Educação Infantil? Porque, ao caminhar pelo universo familiar, vejo as famílias ainda em dúvida de quando devem procurar a escola para os seus filhos e como proceder na escolha. Ao escutar de uma família que investiria em uma boa escola a partir do Ensino Médio, fiquei muito intrigada. Como recuperar as defasagens culturais, acadêmicas e emocionais tão tardiamente?

Educação Infantil é o momento da inserção ao mundo além do seio familiar. É nesta fase que aprendemos regras, empatia e ferramentas emocionais necessárias para desenvolver a resiliência. Ao motivar as crianças, promovemos o seu aprendizado. Desenvolvemos as suas capacidades motoras, afetivas e o seu relacionamento social. A convivência das crianças com os educadores transforma-se em relações de aprendizado. Outro ponto fortíssimo é o desenvolvimento da autonomia, sabendo que o processo de ensino e aprendizagem interfere diretamente no desejo e nos interesses próprios de cada um.

A Educação Infantil é o momento mágico do universo infantil. Ela irá determinar o prazer e a vontade em aprender. É na Educação Infantil que desenvolvemos o futuro escolar de nossos filhos. Fiquem atentos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *